Ana Luzia Chaves Bar das Letras

Você já fez sua análise SWOT?

A análise SWOT é uma forma simples e sistemática de verificar a posição estratégica do negócio e de fazer análise de cenários. É uma ferramenta de gestão, muito utilizada como parte do plano de marketing, do plano de negócios, do planejamento estratégico. O termo SWOT vem do inglês é um acrônimo das palavras Strenghts (forças), Weaknesses (fraquezas), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças).

A ideia central da análise SWOT é avaliar as forças e as fraquezas, que são fatores internos e, as oportunidades e as ameaças da empresa e do mercado, onde ela está atuando, que são os fatores externos.

As forças e fraquezas são determinadas pela posição atual da empresa e podem ser controladas pelos seus dirigentes, uma vez que fazem parte de uma estratégia que foi previamente adotada, devendo ser ressaltada ao máximo ou minimizado seu efeito, conforme o caso. Já as oportunidades e ameaças, são antecipações do futuro, estão fora do controle da empresa, mas, uma vez conhecidas, podem ser controladas e monitoradas de forma a aproveitá-las ou evitá-las, de acordo com a situação.

Geralmente é representada sob a forma de uma matriz no plano cartesiano, onde, no primeiro quadrante, se registra o fator oportunidades, no segundo quadrante, o fator forças, no terceiro quadrante, o fator fraquezas e no quarto quadrante, o fator ameaças. Essas informações categorizadas são depois trabalhadas, sempre sob a ótica do consumidor, podendo haver combinações entre elas (força com oportunidade), para potencializar ainda mais o negócio ou convergências (ameaça em oportunidade e/ou fraqueza em força), para mudança de cenário e de posicionamento. Portanto, a ideia não é só organizar informações, mas, sobretudo, descobrir vantagens estratégicas, a partir do somatório dos elementos, para aplicar no planejamento de marketing da empresa e tirar conclusões a respeito.

A técnica é atribuída aos professores da Harvard Business School Kenneth Andrews e Roland Chriskensen, mas há autores que creditam ao estrategista Sun Tzu (500 a.C.), “Concentre-se nos pontos fortes, reconheça as fraquezas, agarre as oportunidades e proteja-se contra as ameaças.”

Há diversos exemplos na história de crises que incentivaram crescimento, de ameaças que foram eliminadas, pois se transformaram em oportunidades e de descobertas e inovações por força das cirscunstâncias. Há também exemplos recentes, inclusive, de pessoas que cresceram na crise, que ficaram mais fortes, que, depois de uma derrota, se ergueram e descobriram nichos profissionais.

Depois dessa reflexão podemos chegar a conclusão que essa tal análise SWOT pode ser aplicada em nossas vidas, afinal as organizações são feitas de pessoas e estas apresentam as mesmas necessidades daquelas, claro, dentro dos limites contingenciais de cada uma. Existem objetivos que traçamos para serem atingidos, estamos aqui na terra para cumprir alguma missão e temos a intenção de sermos reconhecidos pela sociedade de alguma forma, tudo isso seguindo nossos valores e princípios, estamos buscando sempre o melhor.

Fazendo um paralelo com as empresas, essa mesma necessidade do ser humano ocorre no segmento dos negócios com as seguintes nomenclaturas da própria teoria administrativa: missão, objetivos, princípios e valores e visão de futuro, Estamos sempre nos planejando para realizar algo e, às vezes, esse planejamento tem que ser refeito, ajustado, por interferência dos cenários, chegando até a optarmos por um plano B, pela reviravolta que se deu.

O importante de tudo isso é que podemos usufruir dessa técnica aplicando-a em nossa vida, no nosso dia a dia, na nossa casa. Devemos tirar proveito dos nossos pontos fortes, para que eles possam neutralizar ou minimizar os pontos fracos, ter o equilíbrio desse resultado, para buscar as oportunidades e saber enfrentar as ameaças. Esta é a receita para se enfrentar o mundo competitivo, o mundo de rápidas transformações, o mundo globalizado e antenado 24 horas, em que devemos nos adaptar a tudo, sob pena de ficar à margem dos acontecimentos. Uma ameaça conhecida antecipadamente pode ser amenizada ou até neutralizada, podendo tornar-se ainda em uma oportunidade.

Quem não precisa de administrar sua casa, sua vida? A análise SWOT nos ajuda a tomar decisões e fazer escolhas, traçando o nosso caminho, explorando as forças e oportunidades, caminho este que pode ser reconstruído a cada nova ameça, desde que elas tenham sido potencializadas.

Desenhe a sua matriz SWOT, traçando uma cruz, no quadrante superior da esquerda, enumere suas forças do momento, no quadrante superior da direita, destaque suas fraquezas. Preencha agora a parte inferior, colocando no quadrante esquerdo suas oportunidades e no direito suas ameaças. Tente fazer a análise da situação. Pode ocorre, às vezes, de um mesmo evento ser força/fraqueza e Oportunidade/ameaça, dependendo do contexto, do ângulo de análise.

Outros elementos da administração também podem ser aplicados as nossas vidas, porque somos uma pequena instituição.

Nas próximas oportunidades veremos: Ciclo PDCA, programa 5S, plano de ação 5W1H …etc.

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta