Bar das Letras Dennis Vasconcelos

Solidão

Hoje, próximo à embriaguez, vejo;
Todos se foram e ela dorme…
Só eu e a noite vivemos nossos momentos.
A música e o vinho me acalentam.
Penso, reflito…
O vinho amigo vem aos lábios para aquecer meu corpo.
A Música refresca minha memória.
Meu solitário lençol, parceiro dos meus áis, me espera.
Vontade não me dá de com ela dividir a noite de marasmo e sono.
A cama quente que simula a falta de dores da solidão, não me fazem desistir de que;
Eterno sou.
Parceiro da vida fico.
Espero e não sofro.
Só vivo.
Ela dorme e eu a amo.
Não a esqueço. Seu amor é meu.
Malgrado, amanheceu e vejo claro o que a noite me ensinou.
E, a solidão acaba, pois que ela ainda vive…
Bom dia, noite!

Dennis Vasconcelos
Maringá-PR –02/6/2012

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta