Bar das Letras Dórian Sampaio Filho

O Piquenique Foi Bom

Primogênito e tendo duas irmãs mais velhas, sempre fui incumbido por meu pai de acompanhá-las em suas saídas noturnas.
Para compensar o duro exercício de tal responsabilidade, mantivemos um acordo tácito para garantir o prazer de todos. Eu fazia de contas que “pastorava” as meninas, e elas escondiam de meu pai as repetidas crises de “labirintite” que me acometia sempre que tomava uma dose a mais.
Hoje, mesmo sem ter o que pastorar e com as crises de “labirintite” cada vez mais raras, continuo gostando de encontrar minhas irmãs por aí…
Certa vez, acompanhei uma delas num piquenique comemorativo de aniversário de sua formatura. Era uma chácara de muito bom gosto: piscina, churrasco, cerveja e muita gente animada. A dona da casa prestava atenção às minhas estórias e era muito solícita aos meus olhares de adolescente enxerido.
Ao cair da tarde, os convidados aos poucos foram se retirando e a agitação da festa foi minguando. Em pouco tempo, lá estávamos – eu e a anfitriã – sozinhos sentados na borda da piscina, sem ter o que dizer um para o outro.
De repente, acho até que para ensejar algum assunto, ela trouxe umas revistas Play Boy para mostrar-me algumas fotos. Naquele instante, fez-se um silêncio profundo e, como nestas circunstâncias agir é o que importa, fui ousado ao me lançar em seus braços na tentativa de lhe roubar um beijo.
Para surpresa do mundo todo, levei em troca um safanão e fui parar no fundo da piscina. Tonto com o que acontecera, permaneci submerso como se estivesse tentando o suicídio por afogamento. Quando emergi, ela já não estava lá…
Com o coração na mão e a taxa de adrenalina no sangue alterada, saí da piscina e na pontinha dos pés, entrei no carro.
No percurso de volta pra casa, ela não saia da minha cabeça. Como que querendo me acalmar e acabar com a palpitação que me acometera, peguei no porta-luvas do meu fuscão uma fita do Wanderlei Cardoso, e esperei que o som estridente do clássico “TKR – Cara Preta” tocasse o grande sucesso da época: O piquenique foi bom…

Dórian Sampaio Filho

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta