Bar das Letras Paulo Roberto Coelho Ximenes

Mesa de Bar

Os meus quarenta anos de continuado pisoteio pelos terrenos etílicos me credenciam  a defender a tese, segundo a qual, mesa de bar não seja local apropriado para os que pretendem passar a noite resolvendo os problemas do mundo ou desfilando azedumes pessoais.

Entretanto, como ocorre com todo ponto de vista consistente, aqui também há controvérsias; alguns contestadores lhe apontam o caráter liberal que contemple o  pleno acolhimento de toda sorte de assuntos – conquanto seja  território democrático por excelência.

Mas cá para nós, estou muito mais propenso a acreditar que ela tenha sido divinamente projetada para o trato das amenidades. E as amenidades não são, senão, bornais de ouro, porque põem água fria na fervura da vida.

Mesa de bar tem um pé na gandaia. Só lhe caberá, com mais propriedade, o brado feliz dos que sabem reverenciar a boa amizade e deixar ascender os bons fluidos;  além, é claro, de viajar com a música para aonde ela for.

Paulo Roberto Coelho Ximenes

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta