Bar das Letras Paulo Roberto Coelho Ximenes

Manchete

Um dia na televisão,
Um monte de peixes apodreceu
Nas águas sujas de um riozinho triste
Pelas bandas da São Paulo Grande.

 

Um doidinho ensapatado
Resolveu garimpar o ouro
A prata, a dolomita, o urânio…
Qualquer coisa que findasse em dólar

 

Ah! Doidinho ensapatado!

 

Findou matando os peixes
A água,
O rio,
Infelizmente não matou a si mesmo.
E ainda me instigou nestes versos estressados…
Ó doidinho ensapatado!!!

Paulo Roberto Coelho Ximenes

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta