Bar das Letras Martiniano Bezerra Neto

Do Ar Martiniano

Do dorso da ASA BRANCA
Pisei primeiro no chão
Do meu sertão
Voei sobre a terra,
Sobre o sertão, sobre a serra
Voei sobre os carnaubais
Sobre lagoas, sobre açudes
As praias sobrevoei
Vi meu povo na roça,
Sobrevoei palhoças,
Canaviais.
Voei sobre engenhos,
Sobre coqueirais.
Do ar vi o cangaço,
Vi tropa de animais.
Também vi as secas
Do dorso da ASA BRANCA
Vi a fome, a sêde,
Violeiros ao luar
Vi jangadeiros em pesca,
Vi cidades em festa…
Vi romeiros a rezar.

 

Martiniano Bezerra Neto

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta