Bar das Letras Solange Di Lido

Carta a uma amiga

Como sempre, sua nobreza me encanta. Senti-me infinitamente atraída pela sua voz, independente de qualquer outra qualidade. E a sua voz no Donna é necessária, mesmo que eu precise lhe solicitar freios.
Vozes altivas e autenticas como a minha e as de muitas outras Donnas são as ferramentas deliciosas que s…ó mulheres possuem. Viver ao seu lado ou sob o som de lira da sua voz será sempre gratificante para mim.
Mas preciso lhe dizer da minha alma complexa que não absorve intricadas elocrubações acerca dos anseios da alma de guerreiras como você.
Tenho alma de menina e cabelos de senhora. Tenho coração de camponesa e bom gosto de condessa. Tenho mãos de lavradora e gestos de esgrimista.
Por isso, não receie meu silencio e nem aplauda meu brado, pois eles não são os brasões da minha força.
Com carinho,

Sol Di Liddo.

Você Também Pode Gostar

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta